Vamos tratar juntos do que é de todos.

Benefícios para o funcionário

A Corsan será mantida 100% pública.

A parceria da Corsan com o privado permitirá universalizar o serviço de esgoto nas 9 cidades.

Maiores investimentos dos recursos públicos em outras cidades.

A nova infraestrutura será de propriedade da Corsan.

A receita com a operação do sistema será 100% da Corsan, que pagará ao parceiro a contraprestação pelos investimentos realizados e serviços prestados.

A Corsan atenderá as metas contratadas com os municípios e terá prorrogado o prazo do contrato de programa dos serviços de água e de esgoto para 35 anos.

Os rios da região recuperarão qualidade.

A água coletada será mais limpa, com menor custo de tratamento.

A saúde de toda a comunidade melhorará.

A Corsan será fortalecida perante a comunidade.

Saiba mais

Um dos mais importantes bens da humanidade é a água, base da vida. Tratar bem dela é responsabilidade de todos e da Corsan e seus colaboradores.

Todos sabemos que a preservação da água só se completa com a universalização do esgoto. A água que consumimos precisa retornar limpa ao meio ambiente, preservando nossos mananciais e garantindo a saúde das comunidades e do meio ambiente.

A realidade, no entanto, está bem distante do cenário ideal. Hoje, os rios dos Sinos e Gravataí estão entre os 10 mais poluídos do Brasil. Apenas 14,47% das casas da Região Metropolitana de Porto Alegre hoje estão atendidas por rede de esgoto. Com os esforços da Corsan chegaremos a 40% nos municípios priorizados, mas isso não é suficiente. A empresa sozinha não tem como levar os serviços de esgoto a todas as casas no tempo previsto nos contratos. Considerando a capacidade de contrair novos empréstimos e de execução das obras pela Companhia, levaríamos mais de 50 anos para chegar a este resultado para todos os municípios do Estado.

Para acelerar a universalização do esgoto, a Corsan desenvolveu o Projeto de PPP – Parceria Público-Privada para 9 cidades da região metropolitana de Porto Alegre: Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Eldorado do Sul, Esteio, Gravataí, Guaíba, Sapucaia do Sul e Viamão que, juntas, somam 1,5 milhão de habitantes.

A solução proposta, além de preservar a Corsan 100% pública, terá a parceria da iniciativa privada para complementar os investimentos com 1,74 bilhão de reais, possibilitando chegarmos à universalização dos serviços em até 11 anos, com a operação dos sistemas de esgoto por 35 anos. Com isso atenderemos às obrigações dos planos de saneamento básico e manteremos os contratos de programa de água e esgoto, com o benefício de prorrogação dos seus prazos de vigência, para torná-los compatíveis com o prazo da PPP.

A Corsan poderá captar mais recursos para investimentos nos demais municípios.

Os usuários da Corsan permanecem recebendo suas faturas com os mesmos valores de tarifa de água e de esgoto e serão atendidos pelas unidades de saneamento ou pelo nosso 0800.

Este projeto vai beneficiar não somente os 9 municípios da região metropolitana, mas todos os municípios e usuários atendidos pela Corsan.

É a Corsan cumprindo seu papel de pensar no saneamento básico para todos os gaúchos.

Grandes desafios exigem novas soluções. O poder público e a iniciativa privada somarão esforços para vencê-los. Quem ganha é a sociedade.