Governador assina contrato da PPP da Corsan para a região metropolitana

24/03/2020

O governador Eduardo Leite assinou na tarde desta terça-feira (24/3), no Palácio Piratini, o contrato da parceria público-privada (PPP) da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) com o Consórcio Aegea, que venceu o leilão da PPP em novembro do ano passado.

O objetivo da parceria é acelerar a universalização do esgotamento sanitário na Região Metropolitana de Porto Alegre, que tem a maior concentração populacional do Estado. A PPP beneficiará cerca de 1,5 milhão de pessoas, abrangendo as cidades de Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Eldorado do Sul, Esteio, Gravataí, Guaíba, Sapucaia do Sul e Viamão.

O investimento será de R$ 1,77 bilhão, dividido em obras em execução pela Corsan (R$ 370 milhões) e investimentos do parceiro privado (estimativa de R$ 1,4 bilhão, repartido em R$ 1,03 bilhão para expansão do sistema de esgoto e R$ 374 milhões para ações comerciais e operacionais). O valor total da contratação é de R$ 6,92 bilhões, que serão pagos ao parceiro privado ao longo dos 35 anos de contrato.

A parceria vai representar melhorias na prestação de serviço ao cidadão. “É preciso destacar e celebrar este momento porque estamos muito entusiasmados com o que ela vai trazer em termos de desenvolvimento para o nosso Estado”, disse o governador durante o ato de assinatura.

O secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior, destacou também a importância do contrato para o trabalho de preservação ambiental na região. “Vai melhorar o atendimento no tratamento de esgoto nestes municípios. Conectado com uma ação do governo do Estado, isso vai contribuir muito para a recuperação da bacia do Sinos e do Gravataí, que são as maiores do Rio Grande do Sul”, explicou.

A Corsan pretende lançar novas PPPs em esgotamento sanitário, com expectativa de lançar um edital ainda neste ano.

Texto: Thamíris Mondin
Edição: Marcelo Flach/Secom